quinta-feira, 6 de novembro de 2014

[TRASHCINÉFILOS] Grindhouse: Death Proof (2007)

https://www.facebook.com/trashcine



Grindhouse: Death Proof (2007) 
(ou “A Prova de Morte” no Brasil)
Quentin Tarantino


SINOPSE:
Ao cair da noite, Jungle Julia (Sydney Tamiia Poitier), a DJ mais sexy de Austin, pode enfim se divertir com as suas duas melhores amigas. As três garotas saem noite adentro, atraindo a atenção de todos os frequentadores masculinos dos bares e boates do Texas. Mas nem toda a atenção é inocente. Cobrindo de perto seus movimentos está Stuntman Mike (Kurt Russell), um rebelde inquieto e temperamental que se esconde atrás do volante do seu carro indestrutível.

ANALISE:

Eu como fã dos filmes do master Tarantino realmente precisava ver “A Prova de Morte” ainda mais por ser um bela homenagem aos filmes B crassicus, principalmente os Carsploitation.
O filme em questão é a segunda parte de um projeto nomeado Grindhouse que reuniu Tarantino e Robert Rodrigues para homenagear os crassicus filmes trash das sessões de drive-in dos anos 70 e 80 que contavam com ótimos filmes ruins, totalmente “mal produzidos” que abusavam de todo tipo de exploitation possível (não irei aprofundar no que é essa porra agora. Procure no google). E só para constar, a primeira parte conta com o filme “Planeta do Terror”, mas este vai ficar para outro post.

Continuando….

Infelizmente esta perola não agradou boa parte do público quando foi lançado. O motivo, creio eu, é que o público não entendeu a proposta do filme de ser cru e mal feito como os crassicus. De qualquer maneira eu recomendo de ser assistido, simplesmente por seus momentos divertidos, a pegada Tarantinesca dos diálogos muito bem elaborados, personagens femininas muito interessantes que saem daquele padrão donzelinha e o fator nostálgico para os amantes dos filmes B dos anos 80 e 70. Realmente é uma grande homenagem e um filme muito divertido que tem como premissa ser “mal feito de proposito”.

Dica: O filme tem uma das melhores cenas de “acidente” de carro que já eu vi.

 Enfim acho que antes de assistir, o espectador deve esquecer tudo o que ele aprendeu com os filmes “blockbusters” e ir com a mente aberta para assistir algo fora do padrão de “qualidade comercial” e ir ver um filme com estética Grindhouse nas mãos criativas do Tarantino. Ou seja, prepare-se para um filme originalmente foda, com tudo que o universo Tarantino tem a oferecere um pouco mais!

Finalizando. Esta “analise” superficial ficou uma merda, mas espero que tenham entendido a mensagem seus putos. Assistam, deem boas risadas e se divirtam por que isso é mais importante.
Para quem quiser ler uma crítica mais bem elaborada segue abaixo alguns links:
SENHA DOS LINKS:666

NOTA: 8/10
GOSTOU? COMPRA MOTHERFUCKER!
Cúmentários
0 Cúmentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Defeque aqui sua desprezível opinião.